Guaxupé, domingo, 14 de julho de 2024
Polícia

Em Guaxupé, caminhonete atropela e mata cachorra sem prestar socorro

quarta-feira, 22 de maio de 2024
Em Guaxupé, caminhonete atropela e mata cachorra sem prestar socorro Através das câmeras de segurança, foi possível ver a caminhonete; no detalhe, a canina Preta (Fotos: Divulgação)

A canina havia sido adotada por empresário há 7 anos

Nesta quarta-feira, 22 de maio, o empresário Marcelino José Dias Martins, da Distribuidora Martins, registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil de Guaxupé, relatando que uma caminhonete atropelou uma canina de estimação de sua empresa e fugiu do local sem prestar socorro, indo o animal a óbito.

De acordo com o denunciante, que ficou muito abalado com o fato, e levantou provas através das câmeras de segurança do Polo da Moda, onde está localizada a sua empresa, uma caminhonete S10 da empresa DeJ Terraplenagem, que presta serviços no ramo de construção, manutenção de estradas e afins, localizada na Vila Conceição, foi quem provavelmente atropelou o animal. 

O fato, segundo o B.O., aconteceu na terça-feira, por volta de 7h30, na rua José Costa de Souza, rua lateral onde fica a Distribuidora Martins.

O condutor do veículo atropelou o animal, que caiu entre as rodas, porém, além de não prestar socorro, ainda passou em cima dele.

Isto, mesmo com os gritos dos funcionários da Distribuidora, que estavam carregando os carros em encomendas, do lado de fora da empresa e presenciaram o fato. 

Assim, de acordo com o denunciante, apesar de todo o esforço dos funcionários da empresa, que com a sua ajuda, levaram o animal para uma clínica veterinária local, lá foi constatado que ele já chegou morto.

A canina Preta
Preta, a canina que foi atropelada, tinha 7 anos e foi adotada pelo empresário Marcelino Dias Martins. 

Ela era cuidada e tratada com todo carinho por ele e pelos funcionários da Distribuidora Martins, sendo a mascote da empresa.

Com indignação, o proprietário da Distribuidora Martins e seus funcionários, que testemunharam o caso, pedem medidas cabíveis às autoridades. 




 

Confira as Fotos

Comente, compartilhe!