Guaxupé, domingo, 16 de junho de 2024
Cidades

Avifauna Guaxu expõe aves raras, ameaçadas e desafia visitantes a encontrar príncipe no parque

terça-feira, 4 de junho de 2024
Avifauna Guaxu expõe aves raras, ameaçadas e desafia visitantes a encontrar príncipe no parque  Carlos Peixoto fotografa na Reserva Nova Floresta (Fotos: Carlos Peixoto)

O fotógrafo de natureza Carlos Peixoto realiza a segunda exposição Avifauna Guaxu, em parceria com o Guaxupé Café Festival 2024.

Essa Mostra de aves já participou da 71ª Exposição Nacional de Orquídeas e Plantas Ornamentais de Guaxupé e do CiênciaCafé e Rock 'n roll, no Instituto Federal de Muzambinho.  

De 05 a 09 de maio, no Parque Mogiana, o Avifauna Guaxu – As cores que voam expõe 32 espécies da Reserva Nova Floresta, que possui aves exclusivas da Mata Atlântica.

O local foi premiado entre os 10 hotspots de observação de aves no Brasil, em outubro de 2023.

Outro ambiente escolhido é a área urbana do Parque Mogiana, que passa reflorestamento e já possui 175 espécies catalogadas.

Os pássaros mais populares da exposição são o tico-tico, joão-de-barro, coruja-buraqueira e outros. A ave mais conhecida é a garça-branca-grande.

Há espécies raras e de difícil observação como a maracanã e a jandaia-de-testa-vermelha. Estão quase ameaçadas, segundo a Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza, o IUCN (sigla em inglês).

Mesmo ameaçada, a jandaia-de-testa-vermelha é um psitacídeo bastante comum na área urbana e rural de Guaxupé, segundo Peixoto. Já o chocão-carijó, borralhara e choquinha-de-dorso-vermelho são típicos de florestas densas.

Um dado muito relevante da exposição é o registro do chibante (Laniisoma elegans). É o quarto registro catalogado em Minas Gerais. Uma ave raríssima encontrada no município, em 2022.

 
Lonas em pergolados
A Mostra acontece nos pergolados de madeira de uma das entradas do Parque Mogiana.

As aves são vistas em uma grande lona de grande, com alta definição de imagem da ave e informações diversas sobre a ave retratada.

Um QR Code pode direcionar o visitante a ouvir o som das espécies expostas.

De quarta a sexta-feira, a exposição é das 9h às 19h.

No fim de semana se estende até 21h.

No domingo, dia de encerramento, terá a atividade Vem Passarinhar, Guaxupé, às 7h30.

É uma visita de observação de aves no Parque Mogiana.

O grande desafio é encontrar o príncipe, uma pequena ave vermelha e “linda”.

O Avifauna Guaxu foi um projeto contemplado pelo edital 02/2024, de acordo com a lei 1919 – Fundo Municipal de Cultura de Guaxupé.
(Silvio Reis)

Confira as Fotos

Comente, compartilhe!