Guaxupé, domingo, 14 de julho de 2024
Agropecuária

Em Guaxupé, Colheita Cultural terá 28 atrações artísticas e agroecológicas nos dias 13 e 14

segunda-feira, 8 de julho de 2024
Em Guaxupé, Colheita Cultural terá 28 atrações artísticas e agroecológicas nos dias 13 e 14 Vira-latas do Samba e Lik abrem a 3ª. Colheita Cultural (Foto: Divulgação)

Com entrada gratuita, nos dias 13 e 14 de julho, a 3ª Colheita Cultural, na Fazenda Tulha, começa às 10h, sem horário definido de encerramento à noite.

São 12 atrações diárias e atividades paralelas no fim de semana.

A  maioria dos participantes é de Guaxupé, mas a 3ª Colheita está bem regionalizada.

Tem convidados de Brasília (DF), Nova Veneza (SC), Sertãozinho (SP) e de outros quatro municípios mineiros.

A terceira edição é resultado do êxito de eventos anteriores e conquistas atuais, como a lei de incentivo Paulo Gustavo, pelo Ministério da Cultura; o apoio da Rede Mineira de Pontos de Cultura e os recursos do edital LPG 10/23,.do Circuito Cultural Canastra-Rio Grande.

A organização é do coletivo Mamulengo Flor do Cafezal, sediado nessa fazenda do século XIX.

O artista e cafeicultor agroecológico Vitor Ribeiro e a artista ecomultidisciplinar Carolina Garcia Marques coordenam a Colheita.

Programação de sábado, 13:
10h. Pintura no Mural do Terreirão de Café com a artista plástica Lik Ribeiro e apresentação do bloco Vira latas do Samba.
12h. Roda de Capoeira Adonai e grupos de capoeira locais.
13h. Apresentação musical Viola Foliada por Ton Brasil, de São Lourenço.
14h. Roda de Conversa: "A inserção das Artes em situação de catástrofe e vulnerabilidade.”
15h. Oficina Bichos do Mato com o grupo Casa Volante, de Guapé.
16h. Teatro: Vinte Minutos para Jantar com Catório, Cyathus Teatro de Animação, de Nova Veneza.
17h. Teatro: O Sumiço do Presépio, Grupo Mamulengo Flor do Cafezal.
18h. Exibição do curta {A}bordar, sobre assédio, com a Trupe do Tirésio,
18h30 às 19h30 - Roda de conversa: Cinema Itinerante e manifestos artísticos.
19h30.  Aula de Forró com o professor Jair Beani.
20h30. Show de forró com o Grupo Rasgacêro, de Poços de Caldas.

Domingo, 14:
10h. Pintura coletiva com a muralista Anna Gobel, de Nova Lima, e música da Família Vardoeste com Modinhas da Roça.
12h Teatro: Cantando a Gente Brinca com o grupo musical Catavento Cantante, de Sertãozinho.
13h. Roda de conversa com agentes de cultura do sul de Minas.
14h. Vivência: Colhendo Café, manual e seletiva.
15h. Degustação de Cafés especiais com Anderson.
16h. Teatro: Canta Grão – Coletiva.eco.
17h. Teatro de bonecos O Romance do Vaqueiro Benedito com o grupo Mamulengo Presepada, de Brasília.
18h. De Soledade de Minas, queima de cerâmica com a oficineira Gabriele Correia e apresentação de “Piano de Barro” com Javier Sotelo.
19h. Catira e sua origem com o Mestre Gaudêncio e Terço de São Gonçalo.
21h. Cinema Cine Cerro com o Grupo Rasgacêro.

O fim de semana na fazenda terá Feira de Comida e Artesanato dos produtores locais.

Oficina e exposição Ilustras Terrestres com Gustavo Resende Dias. Oficina e Cerâmica no Mato com a Gabi e Javier.

A Fazenda Tulha estará aberta para receber ciclistas. A ação Bike Flowers, da ong Anga Kira, vai distribuir sementes para ciclistas espalharem no trajeto.

Em Guaxupé, o acesso à Fazenda Tulha é pela rodovia sentido Tapiratiba.

Do lado oposto da Escola Municipal Olympia Leite Ribeiro, siga a estrada de terra até encontrar uma placa indicativa da fazenda.
(Silvio Reis)

Comente, compartilhe!