Guaxupé, quarta-feira, 29 de maio de 2024
Rodrigo Fernando Ribeiro
Rodrigo Fernando Ribeiro Psicologia e Você Rodrigo Fernando Ribeiro é psicólogo (CRP-04/26033).

A cartada final

quarta-feira, 17 de abril de 2024
A cartada final Imagem: Divulgação

Aplacai a face de Deus e Ele se  compadecerá de vós. (Malaquias 1, 9)
 
Homem e mulher.

Casaram-se.

Tiveram filhos…

Por muitos anos, os cônjuges foram vivendo uma farsa.

Um tentando apresentar seus valores para o outro. Nenhuma adesão sincera, de nenhum dos dois. Nenhuma comunhão verdadeira entre o marido e a sua esposa.

Incompatibilidade de personalidades e propósitos.

O marido veio de uma vida libertina. Recebeu o olhar insensível da morte, além de ver, de perto, o sorriso debochado do diabo. Porém, o marido também teve o privilégio de sentir em seu ombro o peso aconchegante da mão que reconduz o ser humano para o Caminho da Graça. Aceitou a Luz. Disse sim a ela. E procurou passar essa alegria para sua esposa.

Sagradas Escrituras…

Depois de estudar muito, o marido abriu algumas passagens das Sagradas Escrituras, e as leu para sua esposa, pois ele queria que o seu lar pudesse se tornar e permanecer igreja doméstica, santuário, território sagrado, casa de oração:

Levítico 19, 2: “Sede santos, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo.”

Jó 28, 28: No temor do Senhor está a sabedoria; no apartar-se do mal, a inteligência.”

Salmo 1, 1.6; 119, 105: “Feliz de quem não se desvia segundo o conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores e não se assenta na reunião dos zombadores (…). Pois o Senhor conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios terminará mal (…). Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para minhas veredas.”

Provérbios 4, 13-16: “Apega-te à disciplina, não a deixes! Conserva-a, porque ela é a tua vida! Não entres nos atalhos dos ímpios, não percorra o caminho dos maus. Evita-o, não passe por ele; afasta-te e deixa-o de lado. Pois eles não dormem sem terem feio o mal; chegam a perder o sono se não fizeram alguém cair.”

Eclesiastes 12, 1: “Lembra-te do teu Criador…”

Sabedoria 16, 17: “O universo é aliado dos justos.”

Eclesiástico 6, 8; 15, 17-21; 27, 27; 37, 19-21: “Não acrescentes pecado a pecado, pois nem por um só estarás impune (…). Diante de ti, Deus colocou o fogo e a água; para o que quiseres, tu podes estender a mão. Diante do ser humano estão a vida e a morte, o bem e o mal; ele receberá aquilo que preferir. A sabedoria do Senhor é imensa, Ele é forte e poderoso e tudo vê continuamente. Os olhos do Senhor estão voltados para os que o temem; Ele conhece todas as obras do ser humano. Não mandou ninguém agir como ímpio e a ninguém deu licença para pecar (…). O mal se volta contra quem o pratica, e sem que a pessoa saiba de onde ele vem (…). Suplique a Deus para que dirija teu caminho na verdade. Antes de qualquer tarefa vem a palavra verdadeira; antes de qualquer ação, a decisão firme. A raiz das decisões é o coração, e dele brotam quatro ramos: o bem e o mal, a vida e a morte.”

Isaías 5, 20: “Ai dos que dizem que o mal é bem e que o bem é mal, os que transformam as trevas em luz e a luz em trevas.”

Malaquias 1, 9: “Aplacai a face de Deus e Ele se compadecerá de vós.”

Mateus 6, 33: “Livra-nos do mal.”

João 12, 31: “O príncipe deste mundo (o Diabo) vai ser expulso.”

Romanos 12, 2: “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, pela renovação da mente, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, a saber, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito.”

1 Coríntios 6, 12; 15, 33-34: “’Tudo me é permitido’, mas nem tudo me convém. ‘Tudo me é permitido’, mas não me deixarei dominar por coisa alguma (…). Não vos deixeis seduzir: ‘As más companhias corrompem os bons costumes.’ Voltai a viver na sobriedade, como se deve, e não pequeis mais. Pois, alguns de vós continuam em total ignorância sobre Deus: isso eu vos digo para vossa vergonha.”

2 Coríntios 5, 10. 17: “Todos devemos comparecer perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba a devida recompensa do que tiver feito, de bem ou mal, por meio do corpo (…). Se alguém está em Cristo, é uma nova criatura. O que era antigo passou; eis que tudo se fez novo.”

Colossenses 3, 2: “Cuidai das coisas do alto, não do que é da terra.”

2 Tessalonicenses 2, 7: “O mistério da iniquidade já está em ação.”

2 Timóteo 3, 1-5; 14-17: “Nos últimos dias sobrevirão momentos difíceis. As pessoas serão egoístas, avarentas, libertinas, soberbas, difamadoras, rebeldes a seus pais, ingratas, ímpias, sem coração, implacáveis, caluniadoras, vulgares, desumanas, inimigas do bem, traidoras, insolentes, presunçosas, mais amigas dos prazeres do que de Deus, tendo a aparência da piedade, mas negando sua eficácia. Foge também dessa gente (…). Quanto a ti, permanece naquilo que aprendeste e aceitaste com fé. E sabes de quem o aprendeste! Desde criança conheces as Escrituras Sagradas. Elas têm o poder de te comunicar a sabedoria que conduz à salvação pela fé no Cristo Jesus. Toda Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, para argumentar, para corrigir, para educar conforme a justiça. Assim, a pessoa que é de Deus estará capacitada e bem preparada para toda boa obra.”

Efésios 4, 29; 5, 9.15-17; 6, 12: “De vossa boca não saia nenhuma palavra maliciosa, mas somente palavras boas, capazes de edificar e fazer bem a quem ouve (…). Procedei como filhos da luz (…). Ficai bem atentos a vossa maneira de proceder, não como estúpidos, mas como sábios, que bem aproveitam o tempo presente, pois estes dias são maus. Não sejais sem juízo, mas procurai discernir bem qual é a vontade do Senhor (…). A nossa luta não é contra o sangue e a carne, mas contra os principados, as potestades, os dominadores deste mundo tenebroso, os espíritos malignos espalhados pelos ares.”

Hebreus 10, 39; 12, 1-2. 4-7.14: “Nós não somos desertores, para nossa perdição. Perseveramos na fé, para preservar a vida (…). Deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que nos envolve. Corramos com perseverança na competição que nos é proposta, com os olhos fixos em Jesus, que vai à frente da nossa fé e a leva à perfeição (…). Vós ainda não resististes até o sangue, na vossa luta contra o pecado, e já esquecestes as palavras de encorajamento que vos foram dirigidas como a filhos: ‘Meu filho, não desprezes a correção do Senhor, não te desanimes quando Ele te repreende; pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita como filho’. É para a vossa correção que sofreis! Deus vos trata como filhos. Qual é o filho a quem o pai não corrige? (…). Procurai a paz com todos e a santidade, sem a qual ninguém verá o Senhor.”

Tiago 1, 14-15. 22; 4, 7-8.17: “Cada qual é tentado por seu próprio desejo, que o arrasta e seduz. Em seguida, o desejo concebe o pecado e o dá a luz; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte (…). Sedes praticantes da Palavra, e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos (…). Submetei-vos pois a Deus, mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós. Aproximai-vos de Deus, e Ele se aproximará de vós (…). Quem, pois, sabe fazer o bem e não o faz é réu de pecado.”

1 Pedro 1, 15-16; 5, 8: “Antes, como é santo Aquele que vos chamou, tornai-vos santos, também vós, em todo o vosso proceder. Pois está escrito: ‘Sereis santos porque Eu Sou santo’ (…). O vosso adversário, o Diabo, vos rodeia como um leão a rugir, procurando a quem devorar.”

1 João 5, 19: “Nós sabemos que somos de Deus, ao passo que o mundo inteiro está no poder do Maligno.”

Apocalipse 1, 6; 3, 15-16: “Jesus Cristo fez de nós um reino, sacerdotes para seu Deus e Pai (…). Conheço as tuas obras. Não és frio, nem quente. Oxalá fosses frio ou quente! Mas, porque és morno, nem frio nem quente, estou para vomitar-te de minha boca.”

Pois bem… Releia os ensinamentos sagrados citados acima quantas vezes forem necessárias para o seu correto e profundo entendimento. Não tenha preguiça. Releia. Reflita palavra por palavra, frase por frase. Com calma e discernimento.

Conclusão do marido: O que Deus quer?

Deus quer que seja feita a Sua Vontade (Mateus 6, 10).

A Vontade de Deus é manifestar o seu amor, a sua bondade ao ser humano.

Mas o ser humano, em seu delírio de onisciência e insistente desobediência, quando deseja que seja feita a sua vontade, a vontade humana, e não a Vontade de Deus, dá início ao seu percurso de iniquidade e destruição.

Para evitar tal insanidade, o indivíduo precisa repetir com consciência e praticar com disciplina e responsabilidade a frase ensinada por Jesus: “Pai, seja feita a Tua Vontade”. O ser humano não pode dizer “seja feita a minha vontade.”

Deus quer devoção total, ou seja, humilde comprometimento e sincera obediência, para que possamos ser felizes e termos paz. Deus honra quem anda em santidade com Ele.

Note que todas as orientações bíblicas nos pedem para DISTANCIARMOS de lugares perigosos e pessoas maldosas. Distanciamento, e não aproximação. Afastamento, e não curiosidade. De fato, a curiosidade para o mal pode ser mortal.

Lembre-se do que Jesus replicou: “Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, com toda a tua alma, com toda a tua força e com todo o teu entendimento.” (Lucas 10, 27). Devoção total. É difícil entender isso? Não. Por outro lado, é fácil fugir disso, e é o que muitos têm feito. Fogem de Deus para fazer pacto com as trevas, com o mal, com o pecado, com o erro, com o Diabo.

A santidade é um processo diário de aperfeiçoamento pessoal, que leva toda a vida na terra. Exige comprometimento, e não fingimento.

O ser humano que tenta viver em harmonia com o pecado cria a própria doença, a própria desgraça e danação. Não há pacto entre luz e trevas.

Mas… Depois de lidas, com muita paciência e carinho, todas as passagens bíblicas acima, a esposa então quase desmaiou de tanta sonolência, resultado do mais sincero desinteresse e tédio ao ouvir tais coisas. Tristeza do marido, evidentemente, que se lembrou das pérolas e dos porcos (Mateus 7, 6), e temeu pela sua família, correndo o risco de desabar (Mateus 7, 24-27).

O que o marido quer? Santidade.

O que a esposa quer? Ela quer curtir a vida frequentando barzinhos, baladas, quer tomar doses de bebidas alcoólicas, fumar um cigarrinho, quer falar bobagens com as amigas e os amigos, quer assistir às novelas e os reality shows, ir ao carnaval e tudo mais.

Escândalo…

Escândalo na frente das crianças. Aqui vale mais um alerta de Jesus de Nazaré. Leia Mateus 18, 6-7.

Novamente enfatizo: A Bíblia Sagrada é um manual de comportamento que direciona a mente e o coração de milhões de pessoas ao redor do mundo. E já constatamos também que não há Psicologia mais eficaz para o alívio das angústias da alma humana do que o ensinamento de Jesus Cristo. Evidentemente eu não estou sozinho nessa compreensão. Vários outros colegas de profissão, direta ou indiretamente, compreenderam o mesmo, e eu já os citei diversas vezes noutros artigos: Carl Gustav Jung, Viktor Frankl, Pierre Weil, Jean-Yves Leloup, Ezio Aceti, Mark W. Baker, Augusto Cury, Francisco Di Biase, Cesar Vasconcellos e por aí vai…

O marido em questão passou pelo Caminho da conversão, santificação, metanóia, renovação da mente, introvisão, autoconfrontação, autoconhecimento, autocontrole. A esposa ainda estava iludida com o atalho da perdição. Ele queria alegria. Ela desejava euforia.

O que fazer?

Perseverar ou se divorciar?














 
  •  

Comente, compartilhe!