Guaxupé, sábado, 27 de novembro de 2021
Saúde

Caso de raiva animal é confirmado no Sul de Minas

sexta-feira, 22 de outubro de 2021
Caso de raiva animal é confirmado no Sul de Minas Campanha de castração de cães e gatos acontece em São Tomás até o final de outubro (Foto: Divulgação)

O município de São Tomás de Aquino confirmou caso de raiva canina no último dia 20

A Secretaria Municipal de Saúde de São Tomás de Aquino confirmou na quarta-feira, 20, um caso de raiva canina no município. O registro ocorreu em 21 de setembro, tendo resultado no óbito do animal, mesmo ele tendo sido levado para atendimento em uma clínica em São Sebastião do Paraíso. Conforme informações da Secretaria de Saúde, o caso de raiva animal canina foi confirmado após a realização de exames. Amostras foram encaminhadas para um laboratório de Belo Horizonte e a resposta foi recebida na quarta-feira.  "Trata-se de uma doença infecciosa viral aguda que acomete os mamíferos, inclusive o homem e caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda, com letalidade de aproximadamente 100%. É causada pelo vírus do gênero Lyssavirus, da família Rabhdoviridae", informou a repartição em comunicado à população.
De acordo com a secretaria, todos os protocolos de investigação e varredura estão sendo seguidos rigorosamente, em parceria com a Superintendência Regional e Ministério da Saúde.
No mesmo dia, a prefeitura de São Tomás deu início a uma campanha de castração de cães e gatos no município. Segundo o prefeito Daniel Ferreira da Silva, “uma grande necessidade está sendo atendida, visando o bem estar animal e controle populacional desses animais.
Ainda sobre o caso de raiva positivado, o animal chegou a ser transferido para uma clínica de Paraíso para a realização de terapia intensiva. Segundo informações, o cão apresentava angústia respiratória e estava sem coordenação, entre outros sintomas da doença. Mesmo sendo atendido e medicado, os sintomas evoluíram para convulsões, levando o cão a óbito. De acordo com a Secretaria de Saúde de São Tomás, o caso foi registrado em 21 de setembro.

Raiva canina
Muito perigosa, a Raiva atinge todos os mamíferos, incluindo ruminantes, felinos e até morcegos. 
Até o ano de 2003, os cães eram os principais transmissores da raiva para os humanos no Brasil. Trata-se de uma doença infecciosa causada por um vírus. O vírus se liga aos nervos do hospedeiro e, por dentro deles, migra até o cérebro, causando inflamação dos tecidos afetados. Com uma evolução muito rápida, a raiva mata quase 100% dos pacientes infectados, não só nos cães, mas também seres humanos.
Apesar de ser extremamente perigosa, a prevenção da raiva é bastante simples: a 
vacinação. Com uma taxa de proteção muito próxima a 100%, ela é a melhor forma de manter o vírus longe do seu amigo. (Com Jornal do Sudoeste)
 
 

Comente, compartilhe!