Guaxupé, quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Cidades

Em Guaxupé, escolas da rede municipal voltam a funcionar através de ensino híbrido a partir do dia 15

quinta-feira, 9 de setembro de 2021
Em Guaxupé, escolas da rede municipal voltam a funcionar através de ensino híbrido a partir do dia 15 Escolas em Guaxupé voltam a funcionar através de ensino híbrido a partir de segunda-feira, dia 15 (Foto: Prefeitura de Guaxupé)

O Ensino Híbrido é o processo de ensino em formato presencial e não presencial

Nesta quinta-feira, 9 de setembro, a Prefeitura de Guaxupé instituiu o ensino híbrido como modelo educacional nas escolas da rede municipal para os anos letivos de 2020-2021, através do Decreto n. 2.441. A partir desta segunda-feira, 13, o ensino híbrido já estará funcionando nas escolas.
 
Ensino Híbrido
O ensino híbrido é um modelo educacional constituído por mais de uma estratégia de acesso às aulas, ou seja, o processo de ensino e aprendizagem ocorre em formato presencial e não presencial, com o retorno gradual e seguro dos estudantes às atividades presenciais.
 
Retorno às atividades presenciais
O retorno às atividades presenciais, por meio do ensino híbrido, se dará observando as diretrizes estabelecidas pela deliberação do comitê extraordinário Covid-19:
  • Ele será progressivo, iniciando pelo ensino fundamental, de 1 a 5 ano;
  • As escolas municipais poderão iniciar o ensino híbrido para as turmas dos anos iniciais do Ensino Fundamental, observados os protocolos de biossegurança, definidos pela Secretaria de Estado de Saúde;
  • A cada 14 dias deverá ser avaliado o início progressivo do ensino híbrido para as demais faixas etárias de Pré-escola, creche e Educação de jovens e adultos.
Caso o município regrida para a Onda Vermelha, as escolas municipais poderão continuar o ensino híbrido, desde que observados os protocolos de biossegurança correspondentes.  
Neste modelo de ensino, a escola permanecerá aberta para atendimento aos estudantes durante uma semana e ficará fechada na semana seguinte; o retorno às aulas presenciais será facultativo aos estudantes, que dependerão da permissão ou não dos pais ou responsáveis e cada escola deverá respeitar o distanciamento previsto pelo protocolo sanitário, devendo o diretor organizar o revezamento dos estudantes. Além disso, os horários de entrada, saída e intervalo serão flexibilizados para os estudantes para garantir o distanciamento previsto no protocolo de saúde e evitar filas e aglomerações.

Comente, compartilhe!